Museu - ​OS ACERVOS CULTURAIS DO BRASIL SÃO TEMA DE FILME QUE SERÁ LANÇADO EM OUTUBRO

14/10/2015 20:30

Quarta-feira, 14 de outubro, a partir das 18h, no Museu Imperial, será lançado o filme Memória do Subdesenvolvimento: A Realidade Virtual do Oásis”, que fala sobre os acervos culturais no Brasil. Dirigido por Alexandre Pena, a pesquisa foi toda realizada em Petrópolis, com base no acervo do jornalista César Nunes, que durante 40 anos registrou grande parte da história de Petrópolis e do país.

 

Ao todo são 1.820 filmes guardados pelo neto, Márcio Nunes, que assumiu a missão, junto com Pena, de editar o passado da Cidade Imperial. O projeto começou em 2010, quando os dois iniciaram a catalogação e organização do material, para que fosse produzido o longa com imagens que marcaram o desenvolvimento de Petrópolis.

 

Durante o evento, haverá a fala dos produtores e, logo em seguida, a exibição do filme que tem duração de 1h. A expectativa de público é de 200 pessoas. A meta é acender uma luz para os acervos que existem espalhados no Brasil e, que muitas vezes, são desprezados.

 

“Neste filme pretendemos dissecar uma questão tão importante para a sociedade de modo dinâmico, estruturando as fases do processo de criação da memória. O longa metragem conta ainda com depoimentos de especialistas que tiveram experiências incríveis em relação as suas memórias, assim como também mostraremos como a sociedade e governos tratam suas memórias”, conta Alexandre Pena, diretor de cinema.

 

As primeiras filmagens foram feitas em 1940, quando César Nunes tinha apenas 20 anos. Entre os registros, muitos narrados por Cid Moreira, estão o ex-presidente Juscelino Kubitschek na inauguração do Obelisco, a cantora Elza Soares e o jogador de futebol Garrincha em um bar na Rua Dezesseis de Março e Getúlio Vargas passeando pela Avenida Koeller. Além de catalogarem as imagens e a montagem do filme, a meta de Alexandre Pena e Márcio Nunes é digitalizar todo o acervo do jornalista. No futuro, quem sabe, criar um instituto de pesquisa.

 

As cópias serão distribuídas livremente e têm como finalidade a utilização em escolas. O filme foi financiado pela Lei de Incentivo a Cultura e conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura e da empresa Util.

 

Alexandre Pena trabalha há 20 com cinema e TV, começou sua carreira como assistente de produção de longas metragens como “Mauá” e “Guerra de Canudos”. Durante 12 anos foi editor de imagens em diversas emissoras e produtoras no Rio de Janeiro e em São Paulo. Graduado em Comunicação pela Facha e pós-graduado em TV Digital pela UFF em 2009, já dirigiu três documentários como “Martins Vai a Trindade” sobre o importante arquipélago de Martins Vaz e Trindade, ganhador do FICA de 2003. Recentemente dirigiu campanhas para Firjan, TV Globo e OAB-RJ. 

 

Mais informações sobre a obra, sobre a distribuição podem ser obtidas através da Fanpage https://www.facebook.com/filmepetropolis, bem cmo o trailer pode ser assistido no mesmo local.

 

SERVIÇO:

Lançamento “Memória do Subdesenvolvimento: A Realidade Virtual do Oasis”

Duração: 01 h

Direção: Alexandre Pena e Márcio Nunes

Data: 14 de outubro às 19h

Local: Museu Imperial

Endereço: Rua da Imperatriz, número 220 - Centro
 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA – COMUNICAÇÃO LIVRE

Carla Coelho


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!