Com presença de Raimundo Colombo, Governo e Fundação Celesc assinam novo acordo de acionistas da companhia - Santa Catarina (SC)

09/12/2015 22:37

O governador Raimundo Colombo participou , na tarde desta quarta-feira, 9, da assinatura do novo acordo de acionistas da Celesc, firmado entre o Estado, acionista majoritário do Grupo, com 50,18% das ações ordinárias e a Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos), que tem 8,63% das ações. O documento atual regula princípios gerais de gestão dos negócios da Companhia, venda de ações, administração e alienação da sociedade, entre outros aspectos importantes para o relacionamento estatutário.


Fotos: James Tavares / Secom

>>> Mais imagens na galeria

Para Colombo, mesmo em um ano de dificuldades, a Celesc conseguiu fechar 2015 com um balanço positivo. Citou investimentos na aquisição de usinas para reforçar a geração de energia e o novo acordo como um modelo moderno de gestão. “Em que pese todas as dificuldades, a Celesc é o exemplo catarinense de que, com competência, é possível realizar. A empresa está ficando mais independente e com uma maior capacidade de investir”, afirma.

O acordo de acionistas estabelece ainda regras de eleição e fixa a remuneração dos membros do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva, além da composição e funcionamento do Conselho Fiscal. Também determina como será a concepção, a aprovação e a fiscalização do Contrato de Gestão e Resultados entre a Celesc e a diretoria.

Com relação ao direito de votos em temas que impactam na gestão da Companhia, o acordo determina que a Celos terá um assento no Conselho de Administração dentre os indicados pelo acionista controlador (Governo). O conselho, por sua vez, será responsável por eleger os diretores executivos com base em critérios de competência técnica e profissional. O cargo de diretor comercial será indicado ao presidente pelos empregados, por meio de processo eleitoral.

O documento pontua quais instrumentos devem ser detalhados no Contrato de Gestão, tais como plano de negócios da Companhia, orçamento anual, indicadores de qualidade de serviço, índices de eficiência, política de RH.

O novo acordo tem prazo de 30 anos – o mesmo período de vigência do aditivo ao contrato de concessão da Celesc Distribuição assinado em Brasília. Podem ocorrer revisões ao longo desse período.

Para o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, o novo acordo, em que Celos e Governo viram acionistas majoritários da Companhia, está entre as três grandes ações realizadas pela Companhia em 2015. Siewert destaca também a participação no leilão de geração, onde foi possível recomprar 50% do parque gerador e a assinatura do novo contrato de concessão da distribuição de energia pela Celesc em Santa Catarina. “São processos que trazem uma série de benefícios para a gestão da Companhia como um todo. Não há dúvidas de que teremos um futuro de muita força para os catarinenses ao longo dos próximos anos”, finaliza.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!